EUA: PROTETORES DE BERÇO ACOLCHOADOS


A CPSC (Comissão de Segurança dos Produtos de Consumo) emitiu um alerta a todos os pais e cuidadores para não usarem protetores acolchoados.


Tendo em conta os incidentes relatados de janeiro de 1990 a março de 2016, acreditam que existe um claro risco de lesão ou morte em ambientes de sono de crianças associado a estes produtos.


Os protetores de berço são geralmente feitos em tecido e fibra de enchimento ou painéis de espuma, destinados a ser usados em todo o perímetro interior do berço de um bebé para proteger a cabeça de uma criança de bater nas ripas do berço e também para servir de barreira impedindo os membros da criança de ficarem presos entre as ripas.


A cidade de Chicago e o estado de Maryland proibiram a venda de protetores de berço acolchoados desde 2011 e 2013, respetivamente. A nível Federal, a discussão teve início com o pedido submetido pela Associação de Fabricantes de Produtos para a Infância (JPMA) em Maio de 2012. A 19 de outubro de 2016, a CPSC votou para iniciar em 2017 o plano de regulamentação sobre a Lei de Melhoria da Segurança dos Produtos de Consumo (CPSIA). Como a CPSC não conseguiu banir os protetores de berço, muitos grupos de consumidores preferiram apelar para que os retalhistas deixassem de vender esses produtos perigosos e desnecessários.


Tendo em vista a segurança dos produtos, foi introduzida a norma voluntária ASTM F1917-125 para camas infantis e acessórios relacionados.


Notícia Relevante
Notícias Recentes
Arquivo

SIGA-NOS:

  • Facebook App Icon

ANIVEC / APIV

ANIVEC / APIV - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

Gerber Task Force

Gerber Task Force

Gerber

Gerber

TopAtlântico

TopAtlântico

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

Fabrics4Fashion

Fabrics4Fashion

The best selection of the finest fabrics for garments!

FUSÃO Comunicação e Imagem

FUSÃO Comunicação e Imagem