PERIGOS QUÍMICOS - PICTOGRAMAS


A Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho (EU-OSHA) apoia a Comissão Europeia nos seus esforços para fomentar o conhecimento sobre as alterações na sinalética das

substâncias químicas junto de todos aqueles que entram em contacto com agentes químicos no local de trabalho e dos seus empregadores.


Um pictograma de perigo é uma imagem existente num rótulo que contém um símbolo de aviso e cores específicas e se destina a transmitir informações sobre os efeitos nocivos que uma determinada substância ou mistura pode ter na nossa saúde ou no ambiente. O Regulamento CRE (Classificação, Rotulagem e Embalagem) introduziu um novo sistema de classificação e rotulagem para os produtos químicos perigosos na União Europeia. Os pictogramas também foram alterados e estão em conformidade com o Sistema Mundial Harmonizado das Nações Unidas (GHS).


Os novos pictogramas têm a forma de um losango vermelho com fundo branco e substituirão os antigos símbolos quadrados cor de laranja previstos na legislação anterior. Desde 1 de dezembro de 2010, algumas substâncias e misturas foram já rotuladas em conformidade com a nova legislação, mas os pictogramas antigos ainda podem estar no mercado até 1 de junho de 2017. Até lá, poderá encontrar detergentes, petróleo de iluminação ou outros produtos rotulados quer com o pictograma cor de laranja quer com o pictograma branco num supermercado ou nas prateleiras de uma drogaria.


O Regulamento CRE tem por objetivo assegurar que os perigos associados aos produtos químicos sejam claramente comunicados aos trabalhadores e aos consumidores da União Europeia através da classificação e rotulagem desses produtos.


Antes de colocar produtos químicos no mercado, a indústria deve determinar os potenciais riscos para a saúde humana e para o ambiente dessas substâncias e misturas, classificando‑as em conformidade com os perigos identificados. Os produtos químicos têm igualmente de ser rotulados de acordo com um sistema normalizado para que os trabalhadores e os consumidores conheçam os seus efeitos antes de os manusearem.



Consulte o folheto aqui.

Notícia Relevante
Notícias Recentes