top of page

MODAPORTUGAL 2022 - FASHION DESIGN COMPETITION




No passado dia 15, o Palácio da Bolsa foi inundado de cor, moda e muito glamour. Com a organização do CENIT (Centro de Inteligência Têxtil) e da ANIVEC, o MODAPORTUGAL 2022 foi, mais uma vez, palco de muito talento e contou com a presença de muitos nomes da moda e da indústria têxtil e do vestuário para celebrar a indústria, a moda e o jovem talento internacional.


A ANIVEC orgulha-se de fazer parte de um evento que premeia a excelência e o talento das escolas de moda da Europa e promove a competitividade da indústria do vestuário e moda portuguesa, como afirma César Araújo, presidente da Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Moda.


Foram 18 jovens designers provenientes de algumas das mais conceituadas escolas de Moda europeias que apresentaram as suas coleções no âmbito da oitava edição do concurso MODAPORTUGAL.


Depois da habitual Industry Tour, que este ano passou pela Adalberto, pela Calvelex, pelo Citeve, pela Petratex, pela Riopele e pelo Valerius Reycling Centre, os futuros clientes da Indústria Portuguesa de Vestuário e Confeção apresentaram os seus projetos perante um júri internacional composto por Chris Vidal, Serge Carreira, Federico Poletti, Miguel Flor, Philippe Pourhashemi, Karen Langley e presidido por Eduarda Abbondanza.


O grande vencedor desta edição do concurso foi Norman Mabire-Larguier, da Head Genève (Suíça).


Numa noite de celebração e solenidade, esteve presente o Secretário de Estado da Economia e do Mar, Pedro Cilínio, assim como representantes de vários organismos do setor, associações, empresários e atores fundamentais da indústria e moda nacionais.

Foi uma noite em que se destacaram-se os sucessos, mas a preocupação do futuro dos empresários e de todo o setor é inequívoca. Aos novos desafios, somam-se as inevitáveis consequências da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, bem como a crise inflacionista que assola o mercado mundial.

“Mais do que nunca, é fundamental mostrarmos uma frente industrial coesa e resiliente!”, realçou César Araújo na sua intervenção.


No encerramento da noite, o trabalho e empenho de um conjunto de empresas portuguesas foram destacados e galardoados pela sua contribuição no desenvolvimento do sector do vestuário, confeção e moda em Portugal.

Commentaires


Notícia Relevante
Notícias Recentes
Arquivo
bottom of page