Comissão Europeia no combate ao cancro: Proposta para alterar a Diretiva relativa aos agentes cancer



Anualmente, verificam-se, na UE, cerca de 120 000 casos de cancro de origem profissional em resultado da exposição a agentes cancerígenos no trabalho, conduzindo a aproximadamente 80 000 óbitos. No intuito de melhorar a proteção dos trabalhadores contra o cancro, a Comissão propôs, dia 22 setembro, limitar ainda mais a sua exposição a produtos químicos cancerígenos.


Esta iniciativa é a quarta revisão da Diretiva relativa aos agentes cancerígenos e mutagénicos que vem sendo regularmente atualizada à luz de novos dados científicos e técnicos. Nos últimos anos, a Comissão propôs três iniciativas que alteram este ato legislativo e que incidiram na exposição dos trabalhadores a 26 produtos químicos.


Esta quarta revisão da Diretiva relativa aos agentes cancerígenos e mutagénicos estabelece valores-limite novos ou revistos para três substâncias importantes: o acrilonitrilo, os compostos de níquel e o benzeno.


Segundo se prevê, as novas regras traduzir-se-ão em proteção acrescida para mais de 1,1 milhões de trabalhadores em diversos setores.


Consulte informação pormenorizada aqui.

Notícia Relevante
Notícias Recentes