Índice de Custo do Trabalho no 2º trimestre de 2020 – Eurostat


De acordo com a estimativa divulgada pelo Eurostat, no 2º trimestre de 2020, Portugal registou um aumento no Índice de Custo do Trabalho, medido por hora trabalhada, de 13,5% em relação ao período homólogo.


Este valor explica-se pelo aumento, em termos nominais, dos salários (15,2%) e dos outros custos salariais (5,5%).


Em termos de sectores, o sector público registou um aumento de 18,7% e o sector privado registou um aumento de 10,1%, sendo que a Indústria registou um aumento de 13,0% (VH), a Construção registou um aumento de 4,7% (VH) e os Serviços um aumento de 9,1% (VH).


No período em análise, o Índice de Custo do Trabalho cresceu 4,2% (VH) na Zona Euro e 4,1% (VH) na UE27.


Para o mesmo período, os Estados-membros que registaram o maior crescimento foram a Roménia (16,1%) e Portugal (13,5%). A maior descida ocorreu no Chipre (-8,6%).


Os custos laborais aumentaram, assim, na maioria dos países da União Europeia, no 2º trimestre de 2020.


Tanto na UE27 como na Zona Euro, o aumento dos custos salariais por hora indica que a diminuição do número de horas trabalhadas, devido à crise do COVID-19, não foi totalmente compensada pela redução equivalente dos salários. Este aumento nos custos salariais por hora foi parcialmente compensado pelo aumento moderado na componente não salarial, devido a incentivos fiscais e subsídios introduzidos pelos governos da UE para apoiar as empresas afetadas pela crise.

Fonte: GEE

Notícia Relevante
Notícias Recentes
Arquivo

SIGA-NOS:

  • Facebook App Icon

ANIVEC / APIV

ANIVEC / APIV - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

Gerber Task Force

Gerber Task Force

Gerber

Gerber

TopAtlântico

TopAtlântico

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

Fabrics4Fashion

Fabrics4Fashion

The best selection of the finest fabrics for garments!

FUSÃO Comunicação e Imagem

FUSÃO Comunicação e Imagem