ÍNDICE DE CUSTO DO TRABALHO



O Índice de Custo do Trabalho (ICT) ajustado de dias úteis registou um acréscimo homólogo de 0,9%, no 2.º trimestre de 2019. No trimestre anterior tinha sido observado um acréscimo homólogo de 1,4%.


As duas principais componentes, custos salariais e outros custos (ambos por hora efetivamente trabalhada), aumentaram 0,9% e 0,8%, respetivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior.


A variação homóloga foi também explicada pelo acréscimo de 4,0% no custo médio por trabalhador conjugado com o acréscimo de 3,1% no número de horas efetivamente trabalhadas por trabalhador.


Comparação com a União Europeia


A informação mais recente disponível relativa à variação homóloga do ICT por Estado-Membro da União Europeia (28 países) refere-se ao 1.º trimestre de 2019 e foi divulgada pelo Eurostat a 17 de junho de 2019 (Gráfico 5).


A variação homóloga do ICT para o conjunto da União Europeia situou-se em 2,6%, no 1.º trimestre de 2019.


Catorze países registaram valores superiores à média da União Europeia, destacando-se a Roménia com um acréscimo homólogo no ICT de 16,3%.


Em Itália, a variação homóloga do ICT foi igual à da União Europeia (2,6%).


Em mais doze países, o ICT registou acréscimos, ainda que inferiores à média da União Europeia, de 0,7% na Áustria, a 2,5% em Espanha e na Alemanha.


Portugal registou um acréscimo homólogo, de 1,0% (Este valor foi agora revisto para 1,4%).

Fonte: INE


Mais informação aqui


O Índice de Custo do Trabalho (ICT) é um indicador de curto prazo que pretende medir a evolução trimestral dos custos do trabalho por hora efetivamente trabalhada (custo médio horário) suportados pela entidade empregadora. O índice é calculado dividindo o custo médio por trabalhador pelo número de horas efetivamente trabalhadas por trabalhador. Por esta razão, a evolução destas duas variáveis (custos do trabalho e horas trabalhadas) concorrem para explicar a sua evolução.


Os custos do trabalho suportados pela entidade empregadora incluem os seguintes elementos:


Custos salariais:


  • Salário base

  • Prémios e subsídios regulares

  • Prémios e subsídios irregulares (subsídio de férias; subsídio de Natal; prémios de fim do ano/distribuição de lucros; outros prémios e subsídios pagos com caráter irregular)

  • Pagamento por trabalho extraordinário

  • Pagamento em géneros


Outros custos:


  • Indemnização por despedimento

  • Encargos legais a cargo da entidade patronal (contribuição patronal para a Segurança Social; seguro de acidentes de trabalho e doenças profissionais)

  • Encargos convencionais, contratuais e facultativos (prestação complementar de reforma/invalidez; seguro de saúde; seguro de vida/acidentes pessoais; prestações sociais pagas diretamente ao trabalhador em caso de ausência por doença)

Notícia Relevante
Notícias Recentes
Arquivo

SIGA-NOS:

  • Facebook App Icon

ANIVEC / APIV

ANIVEC / APIV - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

Gerber Task Force

Gerber Task Force

Gerber

Gerber

TopAtlântico

TopAtlântico

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

Fabrics4Fashion

Fabrics4Fashion

The best selection of the finest fabrics for garments!

FUSÃO Comunicação e Imagem

FUSÃO Comunicação e Imagem