UE E MERCOSUL CHEGAM A ACORDO SOBRE COMÉRCIO



A União Europeia e o Mercosul chegaram a um acordo político para um acordo comercial ambicioso, equilibrado e abrangente. O novo quadro comercial - parte de um acordo de associação mais vasto entre as duas regiões - consolidará uma parceria política e económica estratégica e criará oportunidades significativas para o crescimento sustentável de ambas as partes, respeitando o ambiente e preservando os interesses dos consumidores e setores económicos sensíveis.


A UE é o primeiro grande parceiro a fechar um pacto comercial com o Mercosul, um bloco formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. O acordo representa um compromisso claro de ambas as regiões com o comércio internacional baseado em regras e dará às empresas europeias um importante avanço num mercado com um enorme potencial económico.


Através deste pacto comercial, os países do Mercosul decidiram abrir os seus mercados para a UE. Esta é, obviamente, uma ótima notícia para empresas, trabalhadores e a economia dos dois lados do Atlântico, economizando mais de € 4 bilhões em direitos por ano - quatro vezes mais do que o acordo EU com o Japão. Isto faz com que seja o maior acordo comercial que a UE já concluiu.


Nos últimos anos, a UE consolidou a sua posição como líder global no comércio aberto e sustentável. Desde 2014, entraram em vigor acordos com 15 países, nomeadamente com o Canadá e o Japão. Este acordo acrescenta mais quatro países à nossa impressionante lista de aliados comerciais.


O acordo UE-Mercosul eliminará a maioria das tarifas sobre as exportações da UE para o Mercosul, tornando as empresas da UE mais competitivas ao poupar-lhes 4 mil milhões de euros em direitos por ano.


No que diz respeito aos sectores industriais da UE, isto ajudará a impulsionar as exportações de produtos da UE que até agora têm vindo a enfrentar tarifas elevadas e por vezes proibitivas. Entre eles estão os automóveis (tarifa de 35%), peças auto (14-18%), maquinaria (14-20%), produtos químicos (até 18%), produtos farmacêuticos (até 14%), vestuário e calçado (35%), ou tecidos de malha (26%).


Ambas as partes farão agora uma revisão legal do texto acordado para apresentar a versão final do Acordo de Associação e todos os seus aspetos comerciais. A Comissão irá então traduzi-lo para todas as línguas oficiais da UE e submeter o Acordo de Associação aos Estados-Membros da UE e ao Parlamento Europeu para aprovação.


Mais informação aqui.

Notícia Relevante
Notícias Recentes
Arquivo

SIGA-NOS:

  • Facebook App Icon

ANIVEC / APIV

ANIVEC / APIV - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

Gerber Task Force

Gerber Task Force

Gerber

Gerber

TopAtlântico

TopAtlântico

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

Fabrics4Fashion

Fabrics4Fashion

The best selection of the finest fabrics for garments!

FUSÃO Comunicação e Imagem

FUSÃO Comunicação e Imagem