REGISTO DE EMBALADORES – A PARTIR DE 1 JULHO DE 2017

09/08/2017

Foi implementado no SILiAmb o Sistema de Registo de Embaladores, previsto no n.º 5 do artigo 10º-A do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de setembro, da sua atual redação.

 

Esta legislação define que os embaladores, importadores de produtos embalados e fornecedores de embalagens de serviço (independentemente de utilizarem embalagens reutilizáveis ou não reutilizáveis, e de colocarem no mercado produtos de grande consumo ou produtos industriais) devem registar o tipo de produtos (embalagens) colocados no mercado.

 

De acordo com o Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de setembro, conforme alterado pelo Decreto-Lei n.º 71/2016, quaisquer embaladores e importadores de produtos embalados (independentemente de utilizarem embalagens reutilizáveis ou não reutilizáveis, e de colocarem no mercado produtos de grande consumo ou produtos industriais) estão sujeitos à obrigação de registo junto da Agência Portuguesa do Ambiente, através do SIRER (sistema integrado de registo eletrónico de resíduos), previsto no artigo 10º-A.

 

Pese embora exista este registo obrigatório, que até ao ano de 2017 foi necessário reportar em plataforma própria, criada para o efeito, com os dados referentes ao ano de 2016, informa-se que para todas as embalagens colocadas no mercado a partir do ano de 2017, o reporte deverá ser feito na plataforma SILiAmb, a partir de 01.07.2017.

 

Passo 1 - Registo SILiAmb (apenas para utilizadores que não tenham ainda credenciais de acesso)

 

Passo 2 - Enquadramento de produtor/embalador

 

Existe também já disponível um manual para apoio ao registo e ao enquadramento. Poderá encontrar toda a informação nos seguintes links:

 

http://www.apambiente.pt/index.php?ref=16&subref=84&sub2ref=212&sub3ref=1411

 

Em Resíduos → Sistema Integrado de Registo Eletrónico de Resíduos (SIRER), ou

 

https://apoiosiliamb.apambiente.pt/

 

Em fluxos específicos.

 

No âmbito do sistema integrado, os embaladores e importadores de produtos embalados, bem como os fornecedores de embalagens de serviço responsáveis pela colocação de produtos embalados no território nacional, transmitem a sua responsabilidade pela gestão dos resíduos das suas embalagens a uma entidade gestora licenciada para exercer essa atividade, tal como consta no artigo 5º do Decreto-Lei n.º 366-A/97, de 20 de dezembro, na sua redação atual. A transferência da responsabilidade para a entidade gestora é efetuada mediante a celebração de um contrato e o pagamento de uma prestação financeira.

 

Em Portugal existem quatro entidades licenciadas para gestão de embalagens e resíduos de embalagens, existindo duas entidades gestoras generalistas, Novo Verde e Sociedade Ponto Verde.

 

Novo Verde – www.novoverde.pt 

Sociedade Ponto Verde – http://www.pontoverde.pt/ 

 

Please reload

Notícia Relevante

MODALISBOA INSIGHT

01/03/2019

1/10
Please reload

Notícias Recentes

October 19, 2020

October 19, 2020

October 16, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

SIGA-NOS:

  • Facebook App Icon

ANIVEC / APIV

ANIVEC / APIV - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

Gerber Task Force

Gerber Task Force

Gerber

Gerber

TopAtlântico

TopAtlântico

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

GERBER TECHNOLOGY

Fabrics4Fashion

Fabrics4Fashion

The best selection of the finest fabrics for garments!

FUSÃO Comunicação e Imagem

FUSÃO Comunicação e Imagem