NOTA DE IMPRENSA - VESTUÁRIO SOMA MAIS 3,7% EM 2015



Nos 12 meses do ano passado, as exportações portuguesas de vestuário registaram um crescimento de 3,7%, para 2,89 mil milhões de euros, confirmando a sua importância no comércio externo nacional.


A Europa foi o principal mercado das exportações portuguesas de vestuário em 2015, representando 91,2% do total dos envios das empresas do setor. Espanha, França, Reino Unido, Alemanha e Países Baixos ocuparam as cinco primeiras posições na lista dos maiores mercados do vestuário “made in Portugal”.


Fora da Europa, os EUA lideram o top dos principais mercados do vestuário português, tendo mesmo aumentado as suas compras em 38%, para 79,5 milhões de euros, tendo agora uma quota de mercado de 2,8%.


Em termos de crescimento em 2015, apesar de terem ainda uma contribuição diminuta, destaca-se, além dos EUA, a China, para onde a indústria de vestuário portuguesa vendeu mais 63,4%, atingindo um valor de 9,8 milhões de euros.


«O ano de 2015 foi mais um ano de crescimento para a indústria de vestuário portuguesa», destaca César Araújo, presidente da direção da ANIVEC. «As empresas nacionais conseguiram expandir a sua presença internacional e conquistar mais encomendas em vários mercados, incluindo nos EUA, onde há boas perspetivas também para este ano», afirma.


«Depois de um ano extraordinário, esperamos que as condições do país e a conjuntura internacional evoluam de forma positiva para que as empresas do sector possam continuar a investir lá fora e reforcem a boa imagem do vestuário “made in Portugal” em todo o mundo», conclui.



Em anexo: dados do comércio internacional de vestuário

Anexo 1

Anexo 2

Notícia Relevante
Notícias Recentes
Arquivo
  • Facebook App Icon

ANIVEC / APIV

ANIVEC / APIV - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

1/10