VESTUÁRIO CRESCE 3,5% ATÉ NOVEMBRO



As exportações portuguesas de vestuário aceleraram nos primeiros 11 meses de 2015, com um aumento de 3,5%, para 2,66 mil milhões de euros, impulsionado pelo mercado americano, espanhol e holandês.


As vendas de vestuário para os EUA registaram uma subida de 38,3%, para 71,1 milhões de euros, mantendo assim a quota do mercado – o principal fora da União Europeia – em 2,7%.


Espanha continua a destacar-se como maior comprador de vestuário “made in Portugal”. As exportações para o mercado espanhol cresceram 11,9% até novembro, para 1,14 mil milhões de euros.


Entre os principais mercados, sobressai ainda o aumento nos envios para os Países Baixos (+3,9%, para 92,8 milhões de euros) e para a Áustria (+1,3%, para 45,8 milhões de euros).


China (+56%, para 8,1 milhões de euros) e Israel (+39,3%, para 3,1 milhões de euros) registaram igualmente uma performance positiva.


Para o presidente da direção da Anivec, César Araújo, «o crescimento de 3,5% das exportações de vestuário até novembro representa uma aceleração nos últimos meses, o que comprova a vitalidade e a importância do sector na economia nacional e nas trocas comerciais com o exterior».


Em anexo: dados do comércio internacional de vestuário

Quadro_01

Exportações Portuguesas de Vestuário

Notícia Relevante
Notícias Recentes
Arquivo
  • Facebook App Icon

ANIVEC / APIV

ANIVEC / APIV - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção

1/10